Alexandre Frota perde na Justiça

Alexandre Frota perde na Justiça

Por Gina Albuquerque 

Ontem, dia 24 de outubro do ano em curso, finalmente a ex-ministra, Eleonora Menicucci, foi absolvida em 02ª instância pela condenação do pagamento de R$ 10 mil reais a título de indenização requerida por Alexandre Frota.

A ex- chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Governo Dilma, ex- ministra, Eleonora, ao saber que em maio de 2016, o ator Alexandre Frota havia ido visitar o Ministro da Educação, Mendonça Filho e apresentar propostas para a educação, manifestou sua indignação ao relembrar que Frota havia estuprado uma mãe de santo e que ainda houvera feito apologia ao crime de estupro em rede nacional.

Cabe relembrá-los, que esse episódio ocorreu em meados do ano de 2014, no programa “Agora é Tarde”, transmitido pela emissora Bandeirantes.
O ator não respondeu pelo crime, pois o processo fora arquivado com o fundamento da liberdade de expressão. Revoltado com a colocação da ex-ministra, Alexandre Frota a processou e ganhou em primeira instância, em maio de 2017.

Inconformada, a ex-ministra recorreu à 02ª instância e ontem, ela ganhou por 2 votos a 1, entretanto, Alexandre Frota parece não ter limites e divulgou em suas redes sociais que discordava da decisão tomada e ainda fez o infeliz comentário que “O juiz não julgou com a cabeça, julgou com a bunda. Isso gera jurisprudência”
Alexandre Frota pretende recorrer ao Supremo Tribunal Federal, pois alega que a decisão foi política e não jurídica. Assista ao vídeo

 Gina Albuquerque Rebouças, turismóloga, advogada, sócia do Escritório Albuquerque & Martins, especialista em Direito Do Trabalho e Processo do Trabalho, Direito de Família/Sucessões e Direito Imobiliário, colunista dos portais O Divulgador e Mídia sem Fronteira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

;