A ingenuidade dos que pedem para os brasileiros lutarem como os argentinos O povo argentino não concorda com as reformas neoliberais de Macri, e estão nas ruas lutando, enquanto o Brasil continua às moscas

A Argentina encontra-se em convulsão social. Há dias o povo sai às ruas para se manifestar contra as reformas neoliberais de Macri — aliás, muito similares as do Temer  –, e enfrenta mano a mano as forças policiais de lá. A cada mobilização um mar de gente — entre 100  a 200 mil pessoas aproximadamente — sai às rua, se concentra na Avenida de Mayo, que liga a Casa Rosada ao Congresso, e entra em confronto com as forças do governo para que o Congresso não vote pelas perdas trabalhistas e previdenciárias. É o povo sem medo contra as forças federais.

Isto tem deixado boa parte de brasileiros indignados e perplexos. “Por que o Brasil não luta como a Argentina?” -, perguntam os incautos. Disseram até que um dos gritos de guerra seria: “Aquí no es Brazil”, mas não há nada que confirme essa história.

São inúmeras as comparações infelizes, de um povo violentado, massacrado, que não sabe o porquê de tanto marasmo diante do achaque, perdas de direitos trabalhistas, previdenciários, soberania e violações de direitos humanos, e é tão simples entender.

Na Argentina as manifestações são política e não partidárias. No Brasil o povo foi às ruas de verde e amarelo para protestar, não contra os malandros golpistas, mas contra o Partido dos Trabalhadores e os petistas. A mídia dividiu os brasileiros e os transformou em “antipetistas”, por isso não temos a garra nem a união do povo Argentino. Não há coesão, hegemonia, e eles [os políticos no poder] podem fazer o que quiserem contra o povo, que os que permanecem em estado cataléptico, desinformado, massa de manobra vai continuar aceitando calado, como gado indo ao abate. Os tolos foram manipulados e fizeram a dancinha do impeachment sem saber que estavam apoiando o cadafalso. Gasolina aumenta semanalmente, o botijão de gás chegou aos 100 reais, e eles, os cegos de guia, continuam creditando isso ao governo petista, a “herança maldita”.

Vermelhos X Verde, amarelo, azul e branco

Enfiaram na cabeça dessas pobres criaturas manipuladas que a bandeira brasileira “era vermelha”, como se algum dia o Pavilhão da Praça dos Três Poderes tivesse ostentado a bandeira comunista e não brasileira. Como se os petistas não fossem nacionalistas e patriotas. Aliás, chamam os petistas de “comunistas” e “vagabundos”, como se apenas os que vestem verde e amarelo fossem trabalhadores e ordeiros.

Entendam de uma vez por todas: enquanto o Brasil estiver anestesiado e dividido não haverá resistência. É preciso que o povo acorde, reconheça que foi sumariamente enganado pela rede Globo, movimentos fascistas e políticos corruptos e inescrupulosos, para que haja de fato o grande levante popular que precisamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

;